Arquivo da tag: diabetes

COMPUTADOR_DESTACADA_DMRI

Aplicativos de última geração auxiliam os pacientes

Uma excelente notícia para as mais de 35 milhões de brasileiros que vivem com algum tipo de deficiência visual. É que foram desenvolvidos e já estão no mercado três aplicativos que auxiliam bastante no cotidiano destas pessoas.

O ViaOptaNav e o ViaOpta Daily estão habilitados com tutoriais de áudio em português e auxiliam em diversas tarefas. Já o ViaOptaSim simula oito doenças da visão, entre elas a DMRI e a Retinopatia Diabética, ajudando também os profissionais de saúde da visão a educar os pacientes sobre tais doenças.

Todos os aplicativos estão disponíveis para os sistemas iOS e Android, além de também funcionarem em relógios inteligentes, como o AppleWatch.

OLHO_DESTACADA_01

Maioria dos pacientes de diabetes tipo 2 ainda desconhece a Retinopatia

veja bem, veja para sempre, por um pais sem cegueira

A campanha Veja Bem, Veja Para Sempre continua com toda disposição no seu objetivo de alertar a população sobre as doenças da retina. Como o foco da atual etapa são os males à visão provocados pelo diabetes, a campanha, por meio da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV) saiu às ruas para ouvir as pessoas. E o resultado foi preocupante.
De acordo com a pesquisa, 62% dos pacientes de diabetes tipo 2 não fazem um acompanhamento regular com oftalmologista especialista em retina. E o pior: 69% dos entrevistados não conhecem a Retinopatia Diabética, principal causa de cegueira entre quem tem diabetes.

Foram ouvidas 932 pessoas que são pacientes de diabetes nas cinco regiões do país. A maioria dos entrevistados (66%) é paciente de diabetes tipo 2. “O desconhecimento da possível cegueira entre os tipo 2 é uma surpresa, enquanto acima de 90% dos tipo 1 têm esta consciência. O estudo traz um alerta preocupante e a necessidade de maior informação. Todos precisam ficar bem atentos e podem se beneficiar pela eficácia dos tratamentos atuais, apontados por 90% das pessoas como responsáveis pela melhora da visão”, destaca André Gomes (foto), presidente da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV).

Na última semana, a SBRV promoveu em São Paulo uma coletiva de imprensa com os principais órgãos de comunicação do país na qual apresentou os resultados da pesquisa. “Seis em cada dez diabéticos tipo 2 desenvolverão a retinopatia diabética ao longo da vida. Não só no diabetes tipo 1, onde a retinopatia pode aparecer mais frequentemente, mas também no tipo 2, as pessoas acima de 60 anos devem ser acompanhadas periodicamente por um especialista em retina para diagnosticar e tratar a doença, diminuindo o real risco de cegueira”, explicou Jorge Rocha, diretor da SBRV.

Dos entrevistados que tratam doenças da retina relacionadas ao diabetes, 87% afirmaram uma melhora significativa na visão a partir de um acompanhamento monitorado por um oftalmologista especialista em retina.

exames_testes_IMAGEMDESTACADA_01

Tire suas dúvidas: Todo diabético tem mesmo o risco de perda visual?

DMRI-Diabetes

Infelizmente, a resposta para a pergunta/título desde texto é: sim. Todo o paciente de diabetes mellitus (o nome completo do diabetes) precisa ficar muito atento em relação à saúde dos olhos, já que a doença provoca risco de perda visual. Para minimizar ao máximo este risco, é preciso adotar duas medidas fundamentais: controlar os níveis glicêmicos e fazer visitas regulares ao oftalmologista.

A grande inimiga dos olhos do diabético é mesmo é a Retinopatia Diabética. Esta doença pode atingir tanto pacientes de diabetes tipo 1 quanto de tipo 2, independentemente da idade. Ela surge quando os pequenos vasos sanguíneos que irrigam a retina passam a ficar danificados por conta do acúmulo de açúcar no sangue, provocando edemas e hemorragias na retina. A visão fica distorcida, borrada, com surgimento de pontos escuros e flutuantes.

Os pacientes acometidos de Retinopatia Diabética podem apresentar ainda o Edema Macular Diabético. Este desenvolvimento da doença prejudica uma parte “nobre” da retina, conhecida como mácula, que é responsável pela visão central e pela identificação das cores. O excesso de açúcar no sangue por longos períodos é o vilão do Edema Macular, pois provoca o acúmulo de líquidos e de proteínas na mácula, levando a um inchaço na região. A hipertensão arterial (pressão alta), outro problema correlato do diabetes, também pode levar ao Edema Macular.

Para se prevenir destas duas doenças, o diabético deve seguir o tratamento à risca passado pelo médico (uso de medicamentos, aplicação de insulina – se for o caso -, além de mudar o estilo de vida, com boa alimentação e prática de exercícios). Mas outra medida fundamental é fazer exames periódicos com um oftalmologista especialista em retina, profissional que vai identificar precocemente o surgimento da Retinopatia ou do Edema Macular. Lembre-se: quanto antes estas doenças forem descobertas, maiores as chances de controle ou mesmo cura.

maratona_IMAGEMDESTACADA_01

Exercícios físicos são importantes aliados da sua visão!

Diabetes-Exercício-IMAGENS_HOMEDESTAQUE_PSD_GLAUCOMA01

Visitar regularmente o oftalmologista retinólogo é fundamental para todo paciente de diabetes, não importa a idade. Mas também é fundamental adotar um estilo de vida que colabore para o controle da doença – além, é claro, de seguir à risca o tratamento medicamentoso.

Um estilo de vida saudável, longe do cigarro e do álcool, com uma alimentação balanceada e prática de exercícios físicos regulares mantém o diabetes sob controle, afastando do organismo as doenças correlacionadas – como as que podem atingir os rins, os pés ou os olhos (retinopatia diabética e edema macular diabético).

As atividades físicas podem ser adaptadas às práticas do cotidiano. Subir escadas, cuidar do jardim, caminhar até o trabalho ou mesmo dançar são exemplos de atividades físicas que trazem benefícios ao organismo. O importante é adotar uma rotina, pelo menos de três a quatro vezes por semana!

Andar rapidamente, pedalar, nadar ou fazer hidroginástica são boas sugestões. Mas, antes de adotar a prática esportiva, é fundamental consultar o médico que acompanha o tratamento de diabetes.

DESTACADA_PREMIO1

Prêmio XOVA oferece 50 mil euros para investimento em projetos que melhoram a visão no mundo

O Prêmio de Excelência em Oftalmologia Xova (eXcellence in Ophthalmology Vision Award), promovido pela divisão farmacêutica da Novartis e pela Alcon – empresa divisão do grupo Novartis focada em produtos oftalmológicos, está com as inscrições abertas até o dia 30 de junho. A premiação possibilita investimento em iniciativas mundiais que possam ajudar nos cuidados da visão de forma sustentável e sem fins lucrativos. Todos os especialistas da área da oftalmologia podem participar, como médicos, residentes e enfermeiros. Os vencedores receberão até 50 mil euros para investimento no projeto.

O XOVA já possibilitou a melhoria da visão de crianças, comunidades de zona rural, treinamento e capacitação de profissionais, construção e ampliação de centros oftalmológicos e instalações tecnológicas. Para inscrever um projeto é necessário estar vinculado a um instituto acadêmico ou universidade, organização não governamental, hospital ou clínica, pois o prêmio é concedido para a instituição.

“Muitos profissionais da saúde visitam países em desenvolvimento para melhorar os cuidados com a visão da população local, mas o conhecimento vai embora junto com eles. Nosso objetivo com o XOVA é assegurar a melhoria sustentável dos cuidados com a visão ao redor do mundo, por meio do investimento em projetos que mostram viabilidade e benefícios a longo prazo”, explica Luis Filipe Delgado, diretor médico da Novartis.

Líder global em saúde dos olhos, o Grupo Novartis tem como compromisso melhorar os cuidados da visão no mundo. O prêmio é concedido sob a forma de doação e nas edições anteriores já foram investidos 650 mil euros em países como México, República do Congo, Tanzânia, Quênia, Indonésia, Guiné-Bissau, China, Camboja, Papua Nova Guiné, Índia e em comunidades isoladas do Himalaia.

Elegibilidade e inscrições

O XOVA premia instituições que oferecem educação sem fins lucrativos ou iniciativas inovadoras que tenham impacto duradouro e significante nos cuidados da visão.

Propostas devem indicar como a iniciativa pode ser executada, usando recursos locais depois do recebimento do prêmio e devem demonstrar em planos claros exemplos de viabilidade, impacto e benefícios da área local a longo prazo.

O formulário para a inscrição, as perguntas e respostas mais frequentes e outras informações sobre o Prêmio estão disponíveis em inglês no site http://www.xovaprogram.org/. Após preencher o formulário os participantes devem enviá-lo para o e-mail xova@fishawack.com. Só serão aceitas inscrições recebidas ate 30 de junho de 2014.

Sobre Novartis

A Novartis oferece soluções de saúde inovadoras que atendem às necessidades em constante mudança de pacientes e da população. Com sede em Basileia, na Suíça, a Novartis oferece um diversificado portfólio de medicamentos inovadores; cuidados com os olhos; medicamentos genéricos de baixo custo; vacinas preventivas e ferramentas de diagnóstico; medicamentos isentos de prescrição e saúde animal. A Novartis é a única empresa global com posição de liderança em todas essas áreas. Em 2013, as operações do Grupo atingiram vendas líquidas de US$ 57,9 bilhões, enquanto cerca de US$ 9,9 bilhões foram investidos em pesquisa e desenvolvimento. As empresas do Grupo Novartis empregam aproximadamente 136.000 colaboradores e operam em mais de 140 países ao redor do mundo.

Mais informações, www.novartis.com.br

Sobre a Alcon

A Alcon, líder global em produtos oftalmológicos, oferece produtos inovadores que melhoram a qualidade de vida ajudando as pessoas do mundo todo a enxergar melhor. As três unidades de negócios – Cirúrgica, Farmacêutica e Vision Care – oferecem um dos maiores portfólios de produtos para cuidados com os olhos no mundo. A Alcon é a segunda maior divisão do Grupo Novartis com vendas no valor de USD 10,5 bilhões em 2013. Com sede em Fort Worth, Texas, EUA, a empresa tem mais de 25.000 associados em todo o mundo, opera em 75 países e tem produtos disponíveis em 180 mercados. Para mais informações, visite www.alcon.com.