Home

Lentes de contato: sete cuidados com limpeza e armazenamento

As lentes de contato são um importante recurso para a correção de problemas como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou vista cansada. Têm também função terapêutica no tratamento de algumas doenças oculares e após procedimentos cirúrgicos. Segundo a Sociedade Brasileira de Lentes de Contato e Córnea (SOBLEC), estima-se que 1% de brasileiros use lentes de contato, o equivalente a cerca de dois milhões de pessoas.

Para manter a saúde ocular é preciso usar as lentes de contato corretamente, uma vez que elas sofrem interferências de fatores fisiológicos, como a própria lágrima, e também ambientais, como a poluição. Por essas e outras razões é importante saber como é feita a limpeza e manutenção das lentes, além de respeitar o prazo de validade. Siga essas dicas e mantenha sua visão livre de problemas:

Limpeza da lente

As lentes de contato devem ser higienizadas antes e depois do uso. Isso evita que micro-organismos externos entrem em contato com seu olho, prevenindo possíveis infecções. “Por isso é necessário também lavar as mãos com água e sabão antes de manusear as lentes”, explica a oftalmologista Tania Schaefer, da Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO).

Após higienizar as mãos, já é possível retirar as lentes e higienizá-las. Certifique-se, antes de iniciar, que você obstruiu o ralo da pia com a redinha que acompanha o estojo. Dessa forma, você evita um possível acidente. “Então, coloque a lente nas mãos, pingue algumas gotas da solução e friccione levemente com os dedos para eliminar resíduos de sua superfície”, explica a oftalmologista Keila Monteiro de Carvalho, chefe do Departamento de Oftalmologia da UNICAMP. O mesmo procedimento deve ser repetido antes de colocá-las no estojo.

Outra dica é iniciar a limpeza sempre com a lente da esquerda ou da direita, a fim de prevenir qualquer confusão e troca das lentes. Também é importante nunca reutilizar a solução que ficou no estojo após as lentes serem colocadas nos olhos, sempre usando uma porção nova de solução a cada armazenamento.

Limpeza do estojo

Assim como as lentes de contato, o estojo deve ser higienizado para prevenir infecções por micro-organismos. É necessário usar a mesma solução das lentes para lavar o estojo – e não água. Enquanto ainda estiver com as lentes, higienize as mãos e utilize a solução para lavar o estojo. “Permita que o estojo seque no ar em vez de usar qualquer papel ou toalha – uma vez que a chance de contaminação é maior nesses casos”, explica a oftalmologista Tania. Encha o estojo com a solução e, só então, coloque as lentes. Lembre-se ainda de trocar o estojo a cada três meses, pois eles também podem se tornar um meio de contaminação com o tempo.

Use a solução correta

Antigamente era comum usar soro fisiológico, mas hoje a substância não é recomendada por especialistas porque a chance de infecção é grande. “A superfície do olho é composta de água, gorduras e proteínas que garantem a lubrificação e proteção ocular”, explica a oftalmologista Keila. É normal, portanto, que as lentes de contato fiquem com resíduos de gordura e proteínas, que não são totalmente retirados com o soro fisiológico. Dessa forma, o soro deve ser usado em último caso, quando é necessário retirar a lente e não há uma solução multipropósito disponível.

A solução multipropósito cumpre as etapas de limpeza, remoção de proteínas, desinfecção, conservação do estojo e hidratação prolongada das lentes. Cada solução multipropósito tem suas características diferentes, existe solução que além de promover a limpeza removendo proteínas e lipídios, possui desinfecção eficaz contra bactérias e fungos, além de manter as lentes hidratadas de manhã até a noite.

Os agentes para desinfecção se diferem pela eficácia contra os diversos micro-organismos, pelo conforto nos olhos (não arder) e por manter a superfície do olho saudável, preservando as células da córnea. O oftalmologista é que deve indicar qual a melhor solução para cada paciente, dependendo do estilo de vida, tipo e material da lente.

Como colocar e tirar a lente de contato

É fundamental saber retirar e colocar as lentes adequadamente, evitando infecções ou problemas como colocar a lente no olho errado ou invertida. Dessa forma, antes de mais nada é preciso higienizar as mãos e escolher começar a colocar ou retirar sempre pelo mesmo lado (direito ou esquerdo).

Ao colocar a lente, observe se elas não estão invertidas. Para isso, encaixe a lente na ponta do dedo e coloque na direção da luz – se as bordas ficarem “viradas” para o lado de fora, a lente está invertida. Algumas lentes possuem os números 123 escritos, para que você possa perceber quando estão invertidas. Dessa forma, ao segurar a lente contra a luz, os números devem estar na sequência correta.

Após essa verificação, já é possível colocar a lente. Segure cuidadosamente a pálpebra superior para que você não pisque. Então, puxe cuidadosamente para baixo sua pálpebra inferior com dedos da mão que está com a lente. Direcione o dedo com a lente de contato para os olhos e encaixe no lugar – se tiver dificuldade, olhar para cima pode ajudar. Uma vez que as lentes estão no lugar, solte as pálpebras e feche os olhos por um momento. Isso ajuda as lentes de contato a se ajustarem.

Para retirar as lentes de contato, o processo é bem parecido: após higienizar as mãos e escolher o lado, olhe para cima e puxe sua pálpebra inferior com o dedo do meio. Então, encoste o dedo indicador na borda da lente e deslize para baixo, na parte branca do seu olho. Segure a lente com seu indicador e o polegar para removê-la.

Uso correto da lente de contato

Segundo a oftalmologista Tania, a lente de contato não deve permanecer nos olhos por mais de 10 ou 12 horas. Isso porque ela pode interferir na lubrificação dos olhos, deixando-os secos e correndo o risco de aderir ao globo ocular, dificultando a remoção. O ideal é retirar as lentes para dormir, para evitar irritações. Isso porque algumas lentes podem atrapalhar o fluxo de oxigênio na área, deixando os olhos secos e irritados. “Existem lentes gelatinosas bastante permeáveis, que permitem uma noite de sono sem grandes problemas”, afirma Tania. “Mas, em geral, recomenda-se colocar as lentes no estojo antes de deitar.”

Para quem usa maquiagem, é importante colocar as lentes antes de aplicar os produtos e retirá-la antes de aplicar o demaquilante. “O contato com outras substâncias ou produtos podem comprometer sua validade”, recomenda a oftalmologista Keila. Assim você reduz o risco de deixar as lentes em contato direto com os cosméticos.

A recomendação de retirar as lentes também vale para atividades no mar ou piscina. “As lentes podem entrar em contato com micro-organismos presentes na água, além do risco de perdê-las”, alerta Keila. Entretanto, pessoas com graus altos de miopia ou hipermetropia podem usar as lentes segundo orientação médica – nesse caso, o ideal é usar óculos de proteção.

Com que frequência trocar as lentes?

“Cada lente de contato tem um tempo de vida definido por meio de inúmeras pesquisas, e não respeitar esse prazo pode prejudicar a saúde ocular”, afirma a oftalmologista Tania. Existem as lentes de uso diário, aquelas que duram semanas e outras que duram meses dentro da validade se a manutenção for adequada.

É necessário trocar as lentes que estão fora do prazo de validade porque, com o tempo, elas vão sofrendo alterações que mudam sua permeabilidade e curvatura. Isso pode interferir na eficácia das lentes e aumentar o risco de uma infecção. Respeite sua validade e consulte seu especialista para obter um novo par, uma vez que só ele poderá receitar as lentes de contato mais adequadas.

Quando usar lubrificantes oculares?

O uso de água boricada ou soro fisiológico apenas lava a superfície do olho. Esses produtos não lubrificam os olhos porque não possuem nenhuma substância hidratante. O soro fisiológico, por exemplo, pode agravar a secura ocular por conter sal (cloreto de sódio). Dessa forma, o ideal é lançar mão das soluções lubrificantes para evitar os olhos secos.

Atividades como andar de avião, passar muito tempo em frente a um computador ou outras telas e manter as lentes nos olhos por muitas horas podem causar secura ocular. Portanto, certifique-se de ter uma solução lubrificante para esses momentos, principalmente se você sofre com olhos secos.

Fonte: http://www.minhavida.com.br/saude/galerias/18057-lentes-de-contato-sete-cuidados-com-limpeza-e-armazenamento

Blog Veja Para Sempre ico-livro